PUBLICIDADE

Palmeiras 2 x 2 Bahia: Dois pontos pelo caminho, com máxima interferência do VAR

Bahia Palmeiras

O protocolo do VAR presume a ideia de que serviria para ser utilizado com mínima interferência, em lances de claro erro. Não tem sido assim no Brasil. 

Assustadora a consulta e a posterior marcação do segundo pênalti da partida para o Esquadrão. Contato de jogo de Luan em Arthur Caíke, em jogada na qual os dois furaram a bola. Bizarro o árbitro Igor Benevenuto ter sido chamado por Ricardo Marques Ribeiro. Pior foi o carioca ter concluído que foi pênalti. Estragou mais uma partida do Brasileirão.

Dudu foi o cara do jogo. Chamou a partida, marcou dois gols de centroavante atento aos rebotes do goleiro. Empenho para liderar o time depois de uma expulsão – mais uma – tola de Felipe Melo. Há uma semana publiquei que ele era o jogador mais regular do Palmeiras no ano. Mas não pode apagar assim. Nem apagar o adversário com uma cotovelada daquelas sobre Lucca. 

Palmeiras, a despeito disso, segue sem vencer pelo Brasileirão depois da pausa da Copa América. Cinco jogos e nenhuma vitória. Perdeu a chance de encurtar para um ponto a vantagem do líder do Santos. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS