PUBLICIDADE

São Paulo 2 x 0 Botafogo: Competitivo, Tricolor de Cuca mostra caminho para BR-19

Botafogo São Paulo

Foi apenas a primeira rodada. Mas o São Paulo já tem mostrado algumas nuances de como deve se portar no Brasileirão. Venceu o Botafogo por 2 a 0, no Morumbi, com apenas 34% de posse de bola e 229 passes certos diante de um Botafogo que trocou praticamente três vezes mais passes (628).

As novidades de Cuca não se restringiram apenas à estreia de Tchê Tchê, no meio-campo, e à reestreia de Pato, no ataque são-paulino. Pois o Tricolor apertou, em vários momentos, a marcação no campo ofensivo e encaixou seis, sete peças para recuperar a bola rapidamente.

O São Paulo recuperava a bola, mas não criava grande coisa. Se posicionava no 4-1-4-1, com Igor Gomes ao lado de Tchê Tchê. Até os 30, não há muito o que destacar, até o gol bem anulado marcado por Pato.

O gol saiu em um lampejo criativo de Antony. De mano com o marcador, a joia são-paulina deu uma assistência perfeita para Everton escorar, de cabeça. 1 a 0.

Eduardo Barroca disse que o Fogão não viria à capital paulista para se defender apenas. Pois até tentou jogar. Com toques curtos, sem despachar a bola. Faltou ter profundidade pelos lados, uma vez que a saída era mais natural com Pimpão pela esquerda.

Cícero ocupou a ponta direita, mas não tem velocidade para isso. Era o responsável por aparar um passe mais longo. Ele estava num estilo de jogo que o Glorioso deve aplicar na competição. Mais afeito à posse de bola, com paciência para trabalhá-la.

Assim, o Bota equilibrou a partida na etapa complementar. Não demonstrou ter poder de fogo para transformar a imensa posse em oportunidades de gol. Tiago Volpi, arqueiro são-paulino, não precisou trabalhar.

O São Paulo abdicou, em vários momentos, de forçar a marcação à frente. Preferiu baixar as linhas e acelerar com Antony, Everton e, nos 15 minutos finais, Toró. Na vaga de Pato, que caiu fisicamente.

Controlando os espaços, o Tricolor matou o jogo com Hudson. Em jogada arquitetada por Tchê Tchê e passe de Hernanes para o capitão da equipe, hoje no meio-campo, marcar.

Placar de 2 a 0 para garantir uma boa vitória. E um time mais ajustado e competitivo para consolidar o vice-campeonato paulista.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS