PUBLICIDADE

Santos tem contas bloqueadas e deve atrasar salários de novo

Santos

 

O Santos vai correr enorme risco de atrasar mais uma vez os salários. Tudo porque suas contas foram novamente bloqueadas, agora nesta quinta-feira, a praticamente uma semana da data marcada para a quitação dos vencimentos de março. E a culpa, segundo o Peixe, é do ex-presidente Modesto Roma Júnior.

A Justiça determinou o bloqueio das contas santistas aceitando o pedido do escritório de advocacia Bonassa Bucker, que cobra R$ 13,6 milhões por uma série de dívidas referentes ao período em que representou o clube.

De acordo com o Santos, a Bonassa havia intermediado o acordo firmado entre o Peixe e a Doyen Sports, em 2017. E, na oportunidade, o escritório teria emitido um documento dando por quitadas todas as pendências. Tempos depois, a Bonassa alegou que tal documento estava errado.

E é aí que entra Modesto. Já como ex-presidente, o santista fez um documento de próprio punho deixando claro que o escritório de advocacia tinha outros valores a receber. “É desculpa de mau pagador. Essa diretoria alega desde o primeiro dia que a culpa é minha. É mais fácil em vez de assumir jogar a responsabilidade para mim”, defende-se Modesto.

Desde então, existe uma guerra de liminares. Em fevereiro, por exemplo, as contas do Santos já haviam sido bloqueadas. Agora, logo depois de conseguir a antecipação do dinheiro que equivale à metade da venda de Rodrygo para o Real Madrid, mais um bloqueio.

Vale lembrar que o Santos só conseguiu quitar os salários de fevereiro no início desta semana, com 20 dias de atraso. Os jogadores chegaram a demonstrar alguma irritação com a situação em entrevistas e o constrangimento maior se deu quando Jorge Sampaoli afirmou que estava disposto a devolver seu salário enquanto os atletas não recebessem – funcionários e membros da comissão técnica tiveram seus pagamentos depositados antes dos demais.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS