PUBLICIDADE

Início de temporada deixa Fred empolgado

Cruzeiro

 

Depois de um ano ‘desajustado’ com uma lesão que lhe tirou de campo por seis meses, o atacante Fred recolocou o trem nos trilhos. Faz um começo de temporada capaz de vislumbrar alegrias que não vieram em 2018.

Para quem vive de gols, o momento é de sorrir. São seis bolas nas redes em oito jogos. Só passou em branco em duas partidas (Patrocinense e Huracán-ARG) e tem uma arrancada dentro de sua média histórica da década, considerando os oito primeiros jogos.

O camisa 9 impulsiona a briga pela artilharia do Mineiro contra o rival Alerrandro e tenta seu primeiro gol em Libertadores pela Raposa. Fred, diante da Caldense, ainda completou 375 gols na carreira, podendo chegar a 400 em 2019.

“O clima na equipe está excelente. É sempre muito importante começar bem o ano, e fico muito satisfeito pela forma como as coisas estão acontecendo. Além de todo o grupo estar muito bem, não à toa somos o único clube da Série A invicto em 2019, estou fazendo gols, ajudando o Cruzeiro e evoluindo a cada jogo”, afirmou Fred, ao SuperFC.

Contratado para ser o dono dos gols na Libertadores, o jogador chegou a machucar na estreia celeste no ano passado. Agora, a sede de vencer os goleiros adversários na Libertadores se deposita diante do Deportivo Lara-VEN. Em 2018, o gol foi adiado, justamente por conta de outra lesão, mais grave, no joelho direito.

“(A lesão) impossibilitou que eu fizesse uma temporada de 2018 como gostaria. Mas, graças a Deus, encontrei forças para superar tudo isso e hoje me sinto ainda melhor, mais preparado e confiante. Temos que focar. Os desafios começam a ser maiores, tanto na reta final do Mineiro quanto na Libertadores e, em breve, no Campeonato Brasileiro”, completou Fred.

 

Disputa entre o atacante e o Atlético já beira os R$ 12 mi

O melhor começo de temporada de Fred, desde 2011, foi com a camisa do rival Atlético em 2017, quando fez 12 gols em oito jogos. Acabou artilheiro do Mineiro no primeiro semestre, e ex-jogador do clube no segundo.

Mas a saída foi polêmica e o Galo segue a cobrança de R$ 10 milhões. O valor já sofre correção e alcança a casa dos R$ 12 milhões, mas Fred também tem cifras a receber. A briga segue na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD), que precisa dar o parecer diante dos “embargos declaratórios” interpostos pelas duas partes. Na prática, é uma ação na qual os interessados pedem esclarecimentos em alguns pontos da decisão em primeira instância.

Posterior a isso, Fred terá 21 dias corridos para ingressar com recurso na segunda instância (e última) do processo, no Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA).

Vale lembrar que, mesmo com protesto do Atlético, o Cruzeiro faz parte da ação como “réu solidário” de Fred, uma vez que a multa só era válida caso o camisa 9 fosse pra Raposa.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS