PUBLICIDADE

Após não relacionar Arana, técnico do Sevilla fala sobre futuro do lateral

Corinthians

​O torcedor ​corint​h​iano está ansioso por um desfecho na negociação do lateral-esquerdo Guilherme Arana, do Sevilla. Na última quarta-feira (6), o técnico da equipe espanhola, Pablo Machín, foi questionado sobre o futuro do jogador brasileiro. Apesar de o treinador não ter dado muitos detalhes, revelou o motivo pelo qual não relacionou o atleta na partida contra o Slavia Praha, da República Tcheca.

O comandante da equipe Rojiblanca, explicou porque Arana não foi relacionado para o jogo da Liga Europa desta quinta-feira (7), mesmo com o titular da posição, Escudero, fora da equipe por lesão. De acordo com Machín, o lateral estava gripado e foi poupado.

“Ele teve um processo de gripe e hoje foi o primeiro dia que ele treinou. Não fez nenhum treinamento completo. Eu não sei se ele vai sair, eles [o clube] não me disseram nada”, disse o treinador.

De acordo com os sites “Estadio Deportivo”, de Sevilla e Globoesporte.com, o diretor de futebol do ​Corinthians, Duílio Monteiro Alves, teria viajado à Espanha para sacramentar a negociação. O clube paulista estaria disposto a desembolsar 8 milhões de euros (cerca de R4 34 milhões) pelo jogador que há pouco mais de um ano trocou o Timão pelo Sevilla.

No fim de 2017, o lateral foi vendido ao Sevilla por 10 milhões de euros, cerca de R$ 38,8 milhões. Na época, o ​Timão recebeu pouco mais de R$ 20 milhões por 40% do atleta.

No clube espanhol, chegou com muita expectativa, em uma época em que o time atravessava situação complicada. Sem a confiança do então treinador, Vicenzo Montella, foi deixado de lado, vindo a ter nova chance com Manchin no comando. Apesar das oportunidades, não “engrenou” e não conseguiu ser o jogador que encantou pelo Timão.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS