PUBLICIDADE

Corinthians culpa santista por impasse com Arana

Corinthians

 

Corinthians e Sevilla se reuniram na tarde desta quarta-feira, na Espanha, mas o acordo pela venda de Arana ainda não foi sacramentado. Tudo porque o clube da Andaluzia exige garantias bancárias para liberar o lateral-esquerdo, de 21 anos de idade. Uma fonte corintiana afirmou que tal desconfiança é culpa de Renato, ex-jogador e atual gerente de futebol do Santos.

“O Renato tem moral com o presidente do Sevilla, porque jogou lá. E ele tentou levar o Arana para o Santos. Como não conseguiu, acabou metendo o pau no Corinthians para o presidente”, afirma um dirigente do Timão, citando José Castro, que comanda o Sevilla.

O martelo deverá ser batido por € 8 milhões (R$ 34,6 milhões), porém o Corinthians desembolsará menos da metade à vista. A preocupação do Sevilla é de que o Timão atrase os pagamentos, por isso cobra que um banco dê aval para o parcelamento, que deve ser de € 5 milhões (R$ 21,6 milhões).

Uma nova rodada de negociações deve ocorrer nesta quinta-feira. Diretor de futebol, Duílio Monteiro Alves é o representante do Corinthians em Sevilha. O empresário Guilherme Miranda, da Elenko Sports, também participa das tratativas.

Arana tem feito todos os esforços para voltar ao Parque São Jorge. Ele não foi incluído na lista de relacionados do Sevilla para a próxima partida.

Depois da matéria publicada, por meio da assessoria de imprensa do Santos, Renato se defendeu: “Lamento muito que não fui procurado antes desta notícia, que não condiz com a verdade, ser publicada. O bom jornalismo pede para que todos os citados sejam ouvidos. Lamentável.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS