PUBLICIDADE

La Bestia: Cruzeiro ativa modo Libertadores e vai em busca de novas marcas

Cruzeiro

Não à toa o apelido de La Bestia. Cruzeiro e Copa Libertadores representam uma história de conquistas, épicas batalhas e um enredo de obsessão que se renova a cada presença do time celeste na luta pela América. Mesmo que as últimas eliminações tenham sido dolorosas para o torcedor, o time celeste continua sendo dono de marcas e pronto a estabelecer novos recordes na Libertadores.

A edição de 2019 simboliza a 17ª participação da Raposa no torneio continental. Dentre os 32 integrantes presentes nas oito chaves deste ano, o Cruzeiro é o único que jamais caiu na fase de grupos. Dentre os brasileiros que já participaram da Copa Libertadores, o Cruzeiro também é o que ostenta o melhor aproveitamento, com 63,21%, de acordo com levantamento do site “Futdados”.

A Raposa também é a terceira equipe brasileira que mais venceu no torneio, com 90 triunfos em 158 jogos, ficando atrás apenas de Grêmio, com 95, e Palmeiras, com 91. O Cruzeiro também é o segundo time do Brasil com mais gols na história da Libertadores. Quatro tentos separam hoje o time celeste do mágico número de 300 gols na Libertadores, ficando atrás apenas do Palmeiras, com 309.

“Tenho certeza que esse ano vamos quebrar essa marca. Eu não tenho dúvidas disso. Nossa equipe é muito ofensiva, com boas opções na frente e temos tudo para superar essa marca”, comenta o lateral-direito Edílson, com o pé calibrado para auxiliar os homens de frente do Cruzeiro.

Ainda falando em sistema defensivo, o goleiro Fábio é outro que pode estabelecer uma nova marca na Libertadores caso o Cruzeiro avance até às quartas de final, como aconteceu em 2018. O jogador está a dez jogos de superar Danilo, ex-Corinthians e São Paulo (73 contra 82), e se tornar o segundo jogador brasileiro com mais partidas na história da Libertadores. O recordista é Rogério Ceni, com 90 jogos. “Experiência é sempre bom, são situações vivenciadas em muitos anos e que você aprende muito. Isso é válido. Quero passá-los e ser campeão”, analisou o goleiro cruzeirense.

Se a Raposa anda devendo na temporada, a certeza é de que na quinta-feira o modo “Libertadores” estará ligado no máximo. Inspiração é o que não vai faltar.

“Já provamos diversas vezes que quando é para dar uma resposta, nós somos capazes de dar. Esperamos nestes jogos grandes mostrar a nossa força e que o Cruzeirão é cabuloso” , encerrou o lateral Egídio.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS