PUBLICIDADE

Por dívidas, Portuguesa tem taças confiscadas

Portuguesa

 

Se o torcedor da Portuguesa achou que já tinha visto tudo de ruim que poderia acontecer, se enganou. Nesta segunda-feira, cinco taças importantes da história do clube foram confiscadas por causa de uma dívida com Franzinho, meia que passou sem nenhum sucesso pelo Canindé em 2014 – o garoto é filho de Fran Papaiordanou, conselheiro do Corinthians.

Os troféus presos foram: do Campeonato Paulista de 1973, da Taça Estado de São Paulo de 1973, da Taça Governador do Estado de São Paulo de 1976, da Série B do Brasileiro de 2011, além da Taça San Izidro de 1951.

A notícia foi confirmada pela advogada da Lusa, Tatiana Morgado. O confisco se deu por causa de uma dívida de R$ 105 mil com Franzinho. O oficial de Justiça responsável pela decisão entendeu que as cinco taças têm valor de R$ 116 mil. Elas foram levadas para um depósito da Justiça do Trabalho e só serão devolvidas em caso de pagamento da dívida.

Presidente da Portuguesa, Alexandre Barros ainda não decidiu se entrará com um pedido judicial para reaver as taças, se tentará oferecer outras garantias ou se buscará dinheiro para o pagamento do débito.

E dívidas não faltam à Lusa. São mais de R$ 300 milhões. Somente na Federação Paulista, o clube tem um débito de R$ 17 milhões. Até por isso, todas as receitas rubro-verdes acabam bloqueadas, como a cota de participação pela Série A-2, de R$ 800 mil. É frequente nos jogos do Canindé a presença de oficiais de Justiça, que ficam com a renda das bilheterias.

Se fora de campo as coisas vão mal, dentro se mostram ainda piores. Depois da derrota para a Penapolense neste domingo, em pleno Canindé, a Portuguesa despencou para a última colocação da segunda divisão paulista – cairia para a terceira se o torneio terminasse hoje. O time não vence há mais de cinco meses.

E Paulo Roberto, técnico que havia sido contratado na sexta-feira, para o lugar de Luís Carlos Martins, acabou desistindo de assumir o clube, possivelmente depois da péssima atuação diante da Penapolense.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS