PUBLICIDADE

Ex-técnico impede Fogão de quitar salários com grana de Matheus Fernandes

Botafogo

​Ao negociar o volante Matheus Fernandes com o Palmeiras, o ​Botafogo enxergou a possibilidade de, com o dinheiro que entraria em sua conta, pagar dívidas com o grupo de atletas e ganhar um fôlego financeiro neste início de temporada. Porém, não é isso que está acontecendo.

A primeira parcela, de R$ 4.261.200,00, já foi depositada, mas acabou penhorada pela Justiça devido a um processo movido pelo técnico Oswaldo de Oliveira. Agora, o Alvinegro tenta liberar esta grana. Na última semana, o clube teve acesso a R$ 1.328.200,00, e parte deste total foi utilizada para cobrir o mês de dezembro aos jogadores. Agora, a intenção é “colocar a mão” nos R$ 2,9 milhões restantes para quitar os vencimentos de janeiro, algo que deveria ter acontecido no último dia 5.

No ano passado, os atrasos salariais incomodaram bastante o plantel, tanto que o próprio técnico Zé Ricardo, antes de renovar seu contrato por mais uma temporada, fez um apelo para que os problemas não se repetissem – em 2018, foi preciso uma arrancada pra manter o clube na primeira divisão do futebol brasileiro. Nesta quarta-feira, o Botafogo entra em campo em busca da classificação para a segunda fase da Copa Sul-Americana. Depois de vencer o Defensa y Justicia por 1 a 0 no estádio Nilton Santos, joga por um empate para voltar da Argentina com a vaga assegurada. Aliás, avançar em torneios de mata-mata também garante a possibilidade de boas rendas e premiações. Em horas de aperto, qualquer dinheiro que entra ajuda e muito.

 

Foto: Fábio Menolli / Palmeiras / Divulgação

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS