PUBLICIDADE

Após fotos vazarem meia hora antes do previsto, Ferrari vermelha e preta é apresentada

FORMULA 1

 
(Foto: Reprodução)


Equipe mais tradicional e famosa da Fórmula 1, a Ferrari lançou nesta sexta-feira o modelo SF90 com o qual disputará a temporada 2019. Além das novas asas, defletores e dutos de freios, chama atenção no carro vermelho a adoção de detalhes em preto de seu patrocinador principal onde havia branco na pintura em 2018 – nas décadas de 1980 e 1990, a Ferrari costumava colocar detalhes em preto em seus carros.

Além disso, o vermelho deste ano é mais chamativo do que no carro do ano passado. A nomenclatura do carro faz referência à equipe – SF de Scuderia Ferrari – e 90 ao nonagésimo aniversário do primeiro carro fabricado pela empresa, em 1929.

Curiosamente, a apresentação do carro em Maranello (Itália) estava marcada para as 7h45 (de Brasília), mas algumas fotos da nova SF90 vazaram nas redes sociais meia hora antes do previsto.

– Não é uma revolução, mas fomos adiante sobre os conceitos do ano passado, tentaremos superar o sarrafo e ir ao mais extremo possível. Se olhar a carroceria, verá que é muito, muito estreita. Tivemos nossa melhor temporada nos últimos dez anos, mas ainda não alcançamos o grande objetivo – disse o novo chefe da equipe, Mattia Binotto.

Pela quinta temporada, a equipe italiana contará com o tetracampeão Sebastian Vettel. Este ano, o alemão a ter como companheiro o monegasco Charles Leclerc, que em 2018 fez ótima temporada de estreia pela Sauber e substitui Kimi Raikkonen.

– Estou extremamente empolgado para esta temporada. Pilotar para a Ferrari é um sonho de criança. É uma grande oportunidade correr com Sebastian, posso aprender bastante com ele. Estou certo de que será uma grande temporada, vamos trabalhar juntos – comentou Leclerc.

A Ferrari não conquista um título de pilotos desde 2007, com Raikkonen, e não vence o Mundial de Construtores desde 2008. Nas últimas duas temporadas, o time de Maranello foi vice-campeão de construtores e pilotos, com Vettel.

Em 2018, a equipe deu a impressão de que acabaria com o jejum graças à eficiência de seu modelo SF71H e, sobretudo, da unidade de potência. Porém, após diversas revisões da Federação Internacional de Automobilismo no sistema de bateria dupla do motor, a Ferrari caiu de desempenho e viu a Mercedes levar os títulos.

Com o lançamento da nova Ferrari, falta apenas a Alfa Romeo apresentar o carro. No entanto, na última quinta-feira já vazaram imagens da máquina sendo testada no circuito de Fiorano, na Itália – quem pilotou foi o veterano Kimi Raikkonen.

Lançamentos dos carros:
Haas – 7 de fevereiro Williams – 11 de fevereiro STR – 11 de fevereiro Renault – 12 de fevereiro Mercedes – 13 de fevereiro RBR – 13 de fevereiro Racing Point – 13 de fevereiro McLaren – 14 de fevereiro Ferrari – 15 de fevereiro Alfa Romeo – 18 de fevereiro
Globo Esporte

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2019 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS