PUBLICIDADE

Ronaldo focará no lado social e quer internacionalizar Valladolid

Futebol

 

Fenômeno participou de grande evento da indústria do futebol em Madrid



O III World Football Summit, realizado em Madrid, na Espanha, nos últimos dois dias, teve um personagem principal: Ronaldo. O Fenômeno, que acabou de se tornar presidente do conselho e acionista majoritário do Valladolid, da Espanha, foi uma das presenças mais aguardadas do evento internacional que reuniu profissionais da indústria do futebol.

Como não poderia ser diferente, Ronaldo teve a nova aquisição como tema central de sua participação. O ex-jogador deixou claro que tem grandes ambições para o clube espanhol que completou 90 anos de história no último mês de junho. Entre elas, está a parte social. O Fenômeno quer que todas as crianças possam praticar o esporte que o consagrou.

“O futebol é muito pouco valorizado nesse sentido. Vai muito além do esporte e da paixão do povo. É um instrumento de credibilidade para toda a sociedade. O que eu quero é multiplicar as ações sociais. Que o máximo possível de crianças em nossa cidade pratique esportes. Vamos fornecer infraestrutura para que possam se desenvolver como pessoas e cidadãos”, explicou Ronaldo.

Outra questão que está na mira é a internacionalização do clube. O agora dirigente sabe do nome que tem no futebol e tem consciência de que é possível usar isso a favor do projeto que passou a encabeçar.“Nosso projeto em Valladolid é que o clube tem que ser internacional, e não regional. Nós já estamos montando um escritório do clube aqui em Madrid. Vamos encontrar parceiros perfeitos para nós. Isso na parte comercial.

Além disso, também convido todos a virem e curtirem um jogo, para aproveitar a região e os melhores vinhos do mundo, e para aproveitar a experiência que podemos oferecer a todos os fãs de futebol”, afirmou.

O Fenômeno também evidenciou que assumir a presidência de um clube de futebol é um desafio, mas que está gostando bastante de tudo até o momento.“Aceitar esse desafio é uma honra e um orgulho. É uma equipe com muita tradição, um clube com uma cidade incrível por trás. O entusiasmo do povo nos facilita muito. É um ótimo passatempo com um grande potencial de crescimento. Esses são os aspectos que me fizeram acreditar neste projeto. Desse lado do futebol, você trabalha muito mais e cobra muito menos”, declarou o ex-jogador.

Ronaldo ainda afirmou que já vem tentando usar o nome que tem, além da simpatia e do carisma, mas que isso adianta pouco hoje em dia, pelo fato de haver sempre muito dinheiro envolvido. Por isso, o agora presidente sabe que se trata de um projeto de médio e longo prazo, e que será necessário ter paciência.“Eu não quero colocar limites às nossas ilusões. Pode-se levar até três anos para ter um projeto concluído. Mas a velocidade depende de como fazemos isso na temporada. Estamos jogando a LaLiga, e a velocidade do projeto dependerá do fato de conseguirmos ou não a permanência. No entanto, mesmo que ocorra um rebaixamento, isso não mudará nossas ilusões”, disse.

Carlos Suarez, que foi mantido no cargo de presidente e cuida do dia a dia do Valladolid, foi só elogios para o novo dono do clube.“O que se percebe de Ronaldo é o futebol em sua forma mais pura. Ele tem uma química incrível quando se trata de transmitir coisas. Sua figura é fundamental. Tínhamos que injetar algo diferente nos patrocinadores, nos torcedores, na cidade. Algum combustível. Quando vimos que ele gostava tanto do clube, foi um sinal de partida para tantas coisas que vamos melhorar. Ronaldo nos deu uma internacionalização e um impacto que nunca tivemos. As pessoas começaram a nos conhecer fora dos lugares típicos”, comentou Suarez.

Por último, Julio Senn, diretor geral da Senn Ferrero y Asociados, agência especializada em esportes e entretenimento que foi contratada por Ronaldo para ajudá-lo no projeto, explicou o que o ex-jogador encontrará pela frente na nova empreitada.

“Ronaldo apostou pessoalmente neste projeto. Ele queria enfrentar um novo desafio profissional e arriscar-se em uma nova etapa depois de sua carreira como jogador. Ele é um ícone no mundo esportivo e acredita que devemos profissionalizar o esporte. Para este novo desafio, Ronaldo aplicará técnicas sofisticadas de gerenciamento. Seu conhecimento do mercado e experiência é fundamental para o Valladolid. Ele também fornecerá um perfil mais internacional ao clube com este novo projeto”, concluiu o executivo.

 

Fonte: Máquina do Esporte

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS