PUBLICIDADE

Cruzeiro 0 x 0 Internacional: Igualdade à prova no Mineirão

Cruzeiro Futebol

 

No Mineirão, um dos jogos mais esperados da 22ª rodada do BR-18 terminou como começou. Sem gols para Cruzeiro e Internacional, em uma noite na qual os ataques não foram dos mais prolíficos diante de defesas bem postadas e nada prostadas para definir o único zero a zero do fim de semana.

Equilíbrio aparente em um prineuro tempo no qual a posse de bola foi de 50% para cada lado. Embora, nos 10 minutos iniciais, a Raposa tenha criado duas grandes oportunidades pela canhota, por onde Egídio e Arrascaeta estavam dialogando bem.

Marcelo Lomba fechou a meta, que não tem sua rede balançada há 695 minutos. Duas boas intervenções para alertar um time que adotou uma proposta não só defensiva como muito recuada.

Mano fez a opção por ter Raniel como o nove em seu 4-2-3-1. O garoto substituiu a Barcos para dar velocidade no comando.

O Colorado passou a sair de trás a partir dos 15 minutos. Tempo para se adaptar e entender como marcar pelas beiradas, especialmente pela direita por onde Nico López não fecha como deveria para ajudar Zeca.

O jogo ficou morno. Moroso. Até William Pottker disparar pela meia direita, carregar três defensores e fuzilar Fábio, cujo desvio determinou que a bola explodisse no poste. Puramente individual em um jogo no qual a parte coletiva foi determinante.

O Cruzeiro chegou a marcar, aos 5 da etapa final, em lance que o blogueiro não viu irregularidade. Arrascaeta cruzou na segunda trave. Bruno Silva escorou para dentro e Raniel marcou. Gol legal.

Em todo caso, a Raposa sofreu para encontrar brechas e finalizar de maneira limpa. Chutes de fora da área foram usados cada vez mais e, também por isso, Lomba talvez tenha sido o principal homem do jogo.

O Inter só foi assustar no final, quando Damião teve uma bela chance de cabeça. Sem gols marcados. Ou sofridos.

Empate que mantém as coisas do jeito que estão em duelo que foi igual.

Anúncios

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS