PUBLICIDADE

Artilheiro falha em três partidas seguidas e vê Galo se afastar de briga por título

Atlético Mineiro

​Vice-artilheiro do Campeonato Brasileiro com nove gols marcados, Ricardo Oliveira viveu uma semana para ser esquecida depois de decidir o duelo contra o Santos em favor do ​Atlético-MG. Em três partidas, não balançou a rede adversária. E olha que as chances apareceram em todas elas.

No final de semana anterior, quando o duelo frente ao Botafogo, no Engenhão, ainda estava empatado, perdeu uma oportunidade cara a cara com o goleiro Saulo. Menos mal que, na ocasião, o Galo acabou vencendo por 3 a 0 e o erro acabou não fazendo falta.

Só que, nas duas últimas partidas, este cenário se mostrou diferente. Contra o Vasco, no Independência, viu em seus pés a possibilidade de garantir o triunfo, mas tentou, sem sucesso, encobrir o goleiro Martín Silva aos 32 minutos da etapa final do duelo que terminou 0 a 0 – no último lance, ainda viu a bola bater em suas costas e ir em direção à trave após cobrança de escanteio.

Já neste domingo, diante do Vitória, teve ao menos duas chances claras. A primeira, inclusive, aconteceu logo no minuto inicial, através de um presente da zaga adversária. Só que a conclusão com a perna esquerda foi para fora. Mais tarde, o time baiano viria a ganhar por 1 a 0 e atrasar a tentativa do Atlético-MG em se reaproximar da liderança do Brasileirão. Após 21 rodadas, o time ocupa a 6ª colocação com 34 pontos, 11 a menos que o São Paulo, que ponteia a tabela. O próximo jogo será contra o Corinthians, em Itaquera, dia 1º de setembro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS