PUBLICIDADE

Luan fala em ‘falta de reconhecimento’ no Atlético-MG após vitória no Rio

Atlético Mineiro

​Atacante fez um dos gols da vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo

(Foto: Bruno Cantini / CAM)

 

O último domingo (19) foi de festa para a torcida do Atlético-MG. O time foi ao Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo e conseguiu uma vitória expressiva, por 3 a 0. Autor do gol que abriu o caminho para o resultado, o atacante Luan deixou uma polêmica no ar após o apito final. O ‘menino maluquinho’ disse que falta reconhecimento com ele em alguns momentos.

Sem apontar nomes, o atacante afirmou que muitos, por vezes, esquecem tudo que ele já proporcionou e ainda pode proporcionar vestindo a camisa do clube mineiro. Apesar disso, deixou claro que a suposta injustiça não acontece por parte do torcedor do Galo.

“Sempre procurei ajudar, por mais que as pessoas não me reconheçam tanto em alguns momentos. Não do torcedor, mas falta reconhecimento de algumas partes, do que eu dei e do que posso dar por essa camisa”.

As reclamações de Luan têm sido recorrentes ao longo da temporada. Em março, o jogador ​havia afirmado que desejava ter mais tempo de jogo e que entrar apenas no segundo tempo era muito difícil. Mais recentemente, depois do empate em 3 a 3 com a Chapecoense, Luan ficou na bronca com o técnico Thiago Larghi e gerou um mal-estar no ambiente atleticano.

“Ele tem que escolher um para tirar e sempre me escolhe. Ele acha que eu tenho que sair, tem total liberdade para fazer isso. Vou trabalhar para poder jogar os 90 minutos e fazer gol. Ele pediu para eu poder jogar numa função, no outro jogo pede para eu jogar em outra. E até adaptar novamente às funções que ele pede, você fica meio perdido”.

Coincidentemente, o camisa 27 saiu do banco de reservas no triunfo sobre os botafoguenses. Luan foi chamado por Larghi aos 13 minutos do segundo tempo, marcando seu gol apenas três minutos depois.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS