PUBLICIDADE

Pré-jogo: Estudiantes x Grêmio: Sete títulos para abrir o mata-mata da Libertadores

Futebol Grêmio

O Estudiantes de La Plata levou para o acanhado Estádio Centenário de Quilmes a partida de ida das oitavas de final da Libertadores contra o Grêmio a pedido de seu presidente Juan Sebástian Verón, La Brujita. E assim será, a partir das 21h45, nesta noite.

Repare na distância entre o gol e a arquibancada. Centenário de Quilmes é um caldeirão sul-americano. (Foto: Picha Pasion)

A busca é por intimidar o atual campeão da América, com a pressão da torcida Pincharrata, uma vez que, tecnicamente, o time não é dos mais fortes. Depende muito dos cruzamentos buscando o comando do ataque. Ou os zagueiros quando sobem à área, em escanteios especialmente. Destaque para Schunke, de ótima impulsão.

A Superliga Argentina segue o calendário europeu, com duração de agosto a maio. Portanto, desde a classificação do Estudiantes contra a Nacional-URU, em 24 de maio, a equipe disputou três jogos apenas. Sendo dois amistosos.

De lá para cá, Leandro Benitez foi confirmado como técnico, após encerrar a temporada 2017-18 como interino. Ele foi volante no título da Liberta-09 conquistada, em pleno Mineirão, contra o Cruzeiro.

Leandro Desábato, outro remanescente do título da competição, aposentou-se. E deixou a equipe neste hiato assim como Dubarbier, Melano e Otero (autor de dois dos três gols que classificaram o time de La Plata às oitavas contra Nacional). São baixas importantes para um time cujas limitações são maiores que os méritos. Mas que tem tradição e merece respeito.

Olho em Lucas Rodríguez, possivelmente o jogador mais técnico do meio-campo pincha, embora jogue com a nove.

Lucas
Lucas pode jogar pela meia ou como segundo atacante no Estudiantes. (Foto: Twitter do Estudiantes)

Como respeita-se demais a camisa do tricampeão Grêmio. Que de 2016 para cá só perdeu dois confrontos de mata-mata justamente por priorizar este tipo de disputa. A tão lembrada Copa. Conquistada, no ano passado, em Lanús após uma campanha irretocável.

Renato Gaúcho não levou Éverton à Argentina. Poupado em consequência de um desgaste muscular. Ele é o artilheiro (com 11 gols) e o principal jogador do time no ano. Mais até que o Jogador da América em 2017, Luan.

Marinho, principal contratação do time no ano, desencantou no sábado. Deve ser a opção de Portaluppi para fazer o flanco esquerdo no já conhecido 4-2-3-1 Tricolor.

Mas, pelo que fez no fim de semana contra o Flamengo, Jael não pode ser esquecido. Além de aumentar o poder da bola aérea gremista, o camisa nove sabe trabalhar fora da área, como no passe que deu para o próprio Marinho, sábado. Ele treinou junto com André, em solo argentino.

Jael3
Jael marcou um gol e deu uma assistência no fim de semana. Pode ser a novidade Tricolor para esta noite. (Foto: Twitter do Grêmio)

A 2ª melhor campanha do torneio da fase de grupos dá ao Imortal uma condição de favorito. Também pelo foco estar direcionado à busca pelo tetra.

Prováveis times:
Estudiantes (4-1-4-1): Andújar; Facundo Sánchez, Schunke, Campi e Erquiaga; Gómez; Zuqui, Lucas Rodríguez, Pellegrini e Lugüercio; Apaolaza. Téc.: Leandro Benítez.

Grêmio (4-2-3-1): Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kahnemann e Bruno Cortêz; Maicon e Cícero; Ramiro; Luan e Jael (Marinho); André. Téc.: Renato Portaluppi.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS