PUBLICIDADE

Atlético Mineiro 0 x 1 Internacional: Pragmatismo eficiente

Atlético Mineiro Futebol Internacional

O Colorado, nas mãos de Odair Hellmann, é um time duro de ser batido no Brasileirão. Equipe que aposta na eficiência e, ontem, teve um quê de pragmatismo para acelerar o jogo na hora certa e vencer, com gol aos 56 do segundo tempo, para quebrar o encanto da Arena Independência contra um rival direto na briga pelo G-4.

Cinco das nove vitórias do Internacional no BR-18 foram por vantagens mínimas. É o resultado de uma equipe que tem uma defesa sólida, a segunda do campeonato em gols sofridos, e um ataque que prefere reagir a propor.

Geralmente em alta velocidade. Como foi na falta cobrada rapidamente buscando Patrick. A ajeitada encontrou a infiltração rápida de Edenílson pelo meio da zaga atleticana. O toque foi sutil, na saída de Victor, que fez apenas uma defesa difícil no jogo inteiro.

Gol que espelha claramente como joga o Colorado. Terceiro colocado, com 32 pontos. Que chutou oito vezes, quatro delas no alvo. Tem Dourado bem posicionado à frente da zaga e dois atacantes de bom porte físico pelos lados do campo, com Nico López e Pottker. Além de Jonathan Álvez, atacante de área que incomoda bastante.

O jogo foi bem igual na primeira etapa. Embora o Galo tentasse, quase sempre com Chará pela esquerda. No 4-1-4-1 de Thiago Larghi, há um revezamento em quem infiltra pela direita. Elias geralmente tem esse papel, mas não encontrou muito espaço para fazê-lo. E Luan tem recuado para qualificar o passe mais próximo a Welison.

Na etapa complementar, caiu granizo aos 7. E ocorreu um blecaute aos 18. Intercorrências que esvaziaram um jogo com boa disputa pela superioridade no meio-campo.

O Galo teve pelo menos três grandes chances de sair à frente no placar. Com Chará aos 31 e Iago Maidana, aos 43. Ambas foram paradas por Marcelo Lomba, ótimo goleiro que substitui a Danilo Fernandes. A trave impediu que Luan marcasse, em chute cruzado, minutos depois do tento anotado por Edenílson.

É o 2º rival direto que o time não consegue vencer em casa, na competição. Novamente no detalhe. Havia sido assim contra o Mengo, na escapada em velocidade de Vinicius Jr.

Anúncios

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS