PUBLICIDADE

A nova geração! Bate-papo exclusivo com Leandro Lino

Entrevista Futsal

Considerado por muitos como o novo Falcão, Leandro Lino esbanja categoria dentro das quadras, e fora dela muita humildade.

O nosso repórter Elcio Gutierres bateu um papo com o “líder” e espelho da nova geração do Futsal brasileiro. Ala do Magnus Futsal, revelou detalhes da sua carreira e outras curiosidades de como é jogar ao lado do craque Falcão.

Abaixo, entrevista completa com o ala Leandro Lino, do Magnus Futsal.

EG: Você imaginava ter um sucesso tão grande na sua carreira?

LL: Eu sempre achei que iria dar certo a minha carreira, sempre me dediquei em tudo o que eu faço, e me entreguei de verdade para o Futsal e graças a Deus deu tudo certo.

EG: O Falcão te elogiou e muito logo em sua chegada ao Magnus Futsal, inclusive comparando o seu futebol com o dele no início da carreira. Como você encara isso?

LL: Fico muito feliz com os elogios do Falcão, é muito importante até para o meu crescimento e tive que encarar da melhor forma; sou feliz jogando ao lado dele, e é a realização de um sonho, e procuro fazer como se fosse o último dia da minha vida; além de tudo é muito importante o que ele fez e faz por todos.

EG: Você já passou alguma dificuldade dentro Futsal? E qual a lição para superar as dificuldades?

LL: Já passei por algumas dificuldades, o Futsal não é como futebol de campo, principalmente em relação as estruturas; não podemos deixar de batalhar, por que um dia a oportunidade irá aparecer.

EG: Qual a sensação de estar sendo convocado com frequência para a seleção brasileira, e ser um dos protagonistas no time?

LL: A alegria é imensa por estar sendo convocado com sequência, como falei, eu vivo muito intensamente na seleção como se fosse tudo a primeira vez; é um momento muito bom que estou vivendo na seleção, mas tenho que me manter focado no Magnus Futsal para desempenhar um bom trabalho, e com isso as oportunidades na seleção sempre possa aparecer.

EG: Se você pudesse mudar algo no Futsal, qual seria a sua principal alteração?

LL: No Futsal em si, eu tentaria mudar o investimento nas categorias de base, e também no Futsal em geral aqui no Brasil; vejo que falta investimento no Futsal.

EG: Você faz parte de uma grande geração do Futsal brasileiro, junto com Rocha, Arthur, Marcel, entre outros. Você acredita que pode estar deixando um novo legado no futsal?

LL: Temos totais condições em deixar o nosso legado, assim como o Falcão deixou o dele, mas devemos trabalhar muito e manter o pé no chão; só assim iremos conseguir construir nosso legado nos clubes e também na seleção.

EG: Qual o seu recado para a garotada que vem se espelhando na sua carreira, para tentar brilhar nas quadras do Futsal brasileiro?

LL: Para os garotos que se espelham em mim, digo para eles batalharem em todos os momentos e como sempre falo para mim mesmo, ninguém pode destruir o seu sonho; sempre trabalhar duro e sempre acreditar no seu sonho, afinal sonho não se tira de ninguém.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS