PUBLICIDADE

Enciclopédia da Copa: O Reggaeton da Colômbia

Colômbia Copa do Mundo

O período que compreende o início dos anos 90 e o início dos anos 2000, marca a era de ouro da Seleção Colombiana de Futebol. Nessa época, a Colômbia formou grandes times, tendo se classificado para as Copas do Mundo de 1990, 1994 e 1998. Em 1996,” Los Cafeteros” figuraram na 4ª colocação do Ranking FIFA, façanha que se repetiu em 2002 e 2013 – o que lhe rendeu a posição de cabeça de chave no Mundial de 2014 e 2018

Mas até 2013, a grande conquista do futebol colombiano, foi alcançada em 2001. O país foi sede da Copa América e sagrou-se campeão continental pela primeira e única vez ao vencer o México por 1×0, na final.

Colômbia comemorando o título inédito da Copa América.

Foram seis partidas, 100% de aproveitamento, 11 gols marcados e nenhum sofrido. A campanha ainda foi coroada com a artilharia da competição: Víctor Hugo Aristizábal, com seis gols.

Víctor Hugo Aristizábal, artilheiro na conquista da América em 2001.

Dois anos antes, a Colômbia já havia surpreendido os sul-americanos. Pela fase de grupos da Copa América de 1999, a seleção colombiana goleou a Argentina por 3×0, num jogo que ficou marcado pelos três pênaltis perdidos pelo atacante adversário Martín Palermo, recorde negativo em uma partida internacional. Outro registro histórico foi a goleada da Colômbia por 5×0 contra a Argentina em 1993. Foi a primeira derrota da Alvi Celeste em casa em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. A vitória selou a participação dos colombianos, enquanto os adversários tiveram que passar por uma repescagem para garantir uma das vagas para o Mundial. 

Dentre os vários ídolos do futebol colombiano, Carlos Valderrama, “El Pibe”, é o grande destaque. O armador – conhecido não apenas pela habilidade com a bola nos pés, mas também pela sua vasta cabeleira loira – disputou 111 partidas com a seleção nacional, marcou 11 gols e atuou em três Copas do Mundo. Às vésperas do Mundial de 1998, especulou-se que o jogador não poderia participar, pois segundo o governo francês, o craque devia cerca de US$ 110 mil em impostos não pagos da época em que atuou no Montpellier. A Federação Colombiana de Futebol, temerosa de perder sua principal estrela, arcou com as dívidas para que Valderrama pudesse jogar a competição. 

Valderrama é considerado o maior jogador da história colombiana.


Atualmente, a seleção colombiana costuma mandar seus jogos com camisa amarela, short azul e meião vermelho, em referência à disposição das cores na bandeira nacional. No entanto, até meados da década de 80, a camisa titular variou entre azul, laranja e vermelho. A identificação com a camisa amarela foi criada apenas no início dos anos 90.

Uniforme colombiano para a Copa do Mundo.

No comando da Colômbia desde 2012, José Pékerman faz excelente trabalho, tendo classificado os Cafeteros para a 2ª Copa do Mundo seguida. O argentino é conhecido por seu ótimo trabalho tático e pelo espírito de liderança, que conquistou os jogadores colombianos e faz com que eles se esforcem para sempre cumprirem as ordens e esquemas traçados pelo treinador. Além disso, ele é famoso por ser extremamente calmo, tanto à beira do gramado quanto dando entrevistas. Antes de ser treinador, Pékerman foi um meio-campista de qualidade, tendo defendido Argentinos Juniors-ARG e Independiente de Medellín-COL. No entanto, teve que se aposentar com apenas 28 anos, depois de sofrer uma séria lesão no joelho. Para sustentar sua família, trabalhou muito tempo em empregos “mundanos”, chegando até a ser taxista em Buenos Aires. Em 1981, porém, ele começou a treinar as categorias de base do Chacarita Juniors e deu início a uma vitoriosa carreira de técnico, que teve também passagens pela seleção da Argentina (base e profissional) e por times mexicanos como Toluca e Pumas. O comandante ficou notabilizado pelo olho clínico para revelar jovens jogadores, como Fernando Redondo e Juan Román Riquelme, e por ter “lapidado” Lionel Messi na Argentina sub-20.

José Pékerman é o técnico da Colômbia no mundial.

Um dos melhores centroavantes do futebol mundial, Falcão Garcia perdeu a chance de disputar a Copa do Mundo de 2014, devido a uma grave lesão no joelho bem quando vivia seu auge físico e técnico. Depois disso, passou por uma péssima fase durante empréstimos para Manchester United e Chelsea, e só foi se reencontrar com o bom futebol na última temporada, quando o Monaco voltou a apostar em seu futebol. Conhecido pelas cabeçadas mortais, ele foi um dos grandes responsáveis por dar o título da Ligue 1 ao clube do Principado, e levou sua grande fase também para a seleção, fazendo gols importantíssimos na reta final das eliminatórias (principalmente o anotado no empate por 1 a 1 com o líder Brasil) e sendo um dos heróis da classificação dos Cafeteros para o Mundial. Na Rússia, “El Tigre” finalmente terá a chance de se curar do trauma de 2014 e mostrar toda sua qualidade na maior competição de futebol do mundo. Pobres zagueiros…

Falcão Garcia será a esperança de gols na seleção colombiana, dentro do Mundial.

Abaixo, a nossa equipe do Prorrogação montou um resumo das participações da Colômbia em Copa do Mundo e Copa América. Destaque para o título da América, em 2001.

Retrospecto da seleção da Colômbia em Copas do Mundo

1930 – Não disputou
1934 – Não disputou
1938 – Não disputou
1950 – Não disputou
1954 – Não disputou
1958 – Não se classificou
1962 – Eliminada na 1ª fase
1966 – Não se classificou
1970 – Não se classificou
1974 – Não se classificou
1978 – Não se classificou
1982 – Não se classificou
1986 – Não se classificou
1990 – Eliminada nas oitavas-de-final
1994 – Eliminada na 1ª fase
1998 – Eliminada na 1ª fase
2002 – Não se classificou
2006 – Não se classificou
2010 – Não se classificou
2014 – Eliminada nas quartas-de-final
2018 – Classificada para a Copa do Mundo


Retrospecto da seleção da Colômbia na Copa América de Seleções

1916 a 1942 – Não disputou
1945 – 5º lugar
1946 – Desistiu
1947 e 1949 – 8º lugar
1953 a 1956 – Desistiu
1957 – 5º lugar
1959 – Desistiu
1963 – 7º lugar
1967 – Não se classificou
1975 – Vice-campeã
1979 e 1983 – Eliminada na 1ª fase
1987 – 3º lugar
1989 – Eliminada na 1ª fase
1991 – 4º lugar
1993 e 1995 – 3º lugar
1997 e 1999 – Eliminada nas quartas-de-final
2001 – Campeã
2004 – Vice-campeã
2007 – 4º lugar
2011 – Eliminada na 1ª fase
2015 – Eliminada nas quartas-de-final
2016 – 3º lugar


Carlos Valderrama foi contratado como comentarista de uma emissora russa para a próxima Copa do Mundo. O icônico jogador das Copas de 90, 94 e 98 prometeu algo bastante inusitado caso a seleção colombiana conquiste a competição: raspar a sua marca registrada, seus cabelos loiros e encaracolados.

O técnico José Pékerman já enviou a lista com os jogadores que vão defender a seleção colombiana na Copa do Mundo. Sem muito mistério e surpresa, o técnico irá levar o que tem de melhor para defender o país do Reggaeton.

Goleiros: José Fernando Cuadrado (Once Caldas-COL), David Ospina (Arsenal-ING) e Camilo Vargas (Deportivo Cali-COL)
Defensores: Santiago Arias (PSV-HOL), Frank Fabra (Boca Juniors-ARG), Yerry Mina (Barcelona-ESP), Johan Mojica (Girona-ESP), Óscar Murillo (Pachuca-MEX), Dávinson Sánchez (Tottenham-ING) e Cristian Zapata (Milan-ITA)
Meio-campistas: Abel Aguilar (Deportivo Cali-COL), Wilmar Barrios (Boca Juniors-ARG), Juan Cuadrado (Juventus-ITA), Jefferson Lerma (Levante-ESP), Juan Quintero (River Plate-ARG), James Rodríguez (Bayern München-ALE), Carlos Sánchez (Espanyol-ESP) e Mateus Uribe (Amética-MEX)
Atacantes: Miguel Borja (Palmeiras), Carlos Bacca (Villarreal-ESP), Falcao García (Monaco-FRA), José Izquierdo (Brighthon-ING), Luis Muriel (Sevilla-ESP)

Base da seleção colombiana para o mundial.

A seleção colombiana optou por fazer apenas uma partida em preparação para o mundial; foi a partida contra o Egito no dia 01/06, na qual terminou empatada em 0 a 0. Na Copa do Mundo, a Colômbia estreia diante do Japão no dia 19/06; cinco dias após a estreia, encara a Polônia, e fecha a participação na primeira fase contra o Senegal em 28/06.

Grupo H da Copa do Mundo 2018.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS