PUBLICIDADE

Enciclopédia da Copa: Panamá e a alegria de uma nação

Copa do Mundo Panamá

Com a emocionante vitória por 2 a 1, de virada, sobre a Costa Rica, somada à surpreendente derrota por 2 a 1 dos Estados Unidos para o já eliminado Trinidad & Tobago, o Panamá carimbou seu passaporte e irá disputar a Copa do Mundo pela primeira vez em sua história. A combinação de resultados levou os panamenhos à 3ª posição das eliminatórias da Concacaf, garantindo uma vaga direta no Mundial da Rússia. Com uma seleção que se apoia essencialmente em seus veteranos (o goleiro Penedo, 36, o zagueiro Baloy, 36, os meias Gómez, 33, e Buitrago, 32, e os atacantes Blás Pérez, 36, e Tejada, 35), mas que também começa a se renovar com alguns jovens promissores que atuam na MLS, os panamenhos agora tentam se preparar paras continuarem surpreendendo na Copa. Só a classificação para 2018, porém, já é motivo de muita festa e orgulho nacional – tanto é que o presidente do país, Juan Carlos Varela, decretou feriado no dia seguinte à conquista da vaga.

Comemoração panamenha após a classificação inédita para a Copa do Mundo.

Ex-volante colombiano, Hernán Dario Gómez, teve passagens por dois grandes clubes de seu país: Independiente Medellín e Atlético Nacional. Aposentou-se em 1984 e iniciou sua carreira no “outro lado” do futebol sendo auxiliar do famoso técnico Francisco Maturana – juntos, eles conquistaram a Copa Libertadores de 1989 pelo Atlético Nacional. Após Maturana ser contratado pela seleção da Colômbia, Gómez assumiu a equipe alviverde, conquistando um Campeonato Colombiano e uma Copa Interamericana. Depois disso, iniciou uma série de passagens por seleções: Colômbia (1995 a 1998), Equador (1999 a 2004) e Guatemala (2006 a 2008) – no Equador, aliás, fez história ao levar o país pela primeira vez para uma Copa, em 2002. Em seguida, retornou ao futebol de clubes para assumir o Santa Fe, entre 2008 e 2009, mas acabou tendo mais uma passagem pela seleção colombiana na sequência. Trabalhou ainda no Independiente Medellín, entre 2013 e 2014, antes de assumir a seleção do Panamá, fazendo um grande trabalho e conseguindo a inédita classificação para o Mundial da Rússia. Fora de campo, Hernán ficou conhecido por um episódio lamentável: em 2011, enquanto treinador da seleção da Colômbia, ele agrediu uma mulher em um bar de Bogotá. No dia seguinte, pediu desculpas públicas, mas disse que continuaria à frente da equipe. Contudo, após pressão de mídia e dos patrocinadores, ele acabou pedindo demissão e ficou seis meses desempregado.

Hernán Dario Gómez, comandante panamenho no mundial.

Com uma longa carreira, iniciada em 1998 no Panamá Viejo, o artilheiro Blas Pérez segue como titular absoluto e grande nome da seleção do Panamá. Nesses quase 20 anos, ele passou por diversas equipes do futebol sul-americano, mexicano, MLS e mundo árabe, vivendo sua melhor fase entre 2005 e 2007, quando arrebentou com as camisas de Deportivo Cali e Cúcuta, da Colômbia – ele conquistou o Campeonato Colombiano pelas duas equipes. Pela seleção panamenha, Pérez é o 3º atleta que mais jogou na história (127 partidas desde sua primeira convocação, em 2003), e o 2º maior artilheiro, com 41 gols, atrás apenas de Luis Tejada, que hoje é seu reserva e possui exatamente um tento a mais. No ano que vem, terá a oportunidade de disputar sua primeira Copa do Mundo com a equipe nacional, em um momento histórico e merecido para um atleta que tanto se dedicou ao time.

Blas Perez é a esperança panamenha no mundial.

A Federação Panamenha de Futebol (Fepafut) apresentou, na quinta-feira, o uniforme que a seleção vai utilizar na Copa do Mundo da Rússia, cujo design foi inspirado nas asas da Águia Harpia. O primeiro uniforme é vermelho, com o colarinho contendo uma borda branca e relevos na parte frontal, enquanto no segundo uniforme, a camisa é branca, com pontos em azuis, gola branca e mangas azuis.

Uniforme do Panamá na Copa do Mundo.

Abaixo nossa equipe de Prorrogação montou um resumo da breve história do Panamá no futebol. Além da classificação inédita para o mundial, Panamá tem um resultado expressivo dentro da Copa Ouro da Concacaf em 2013, quando se sagrou vice-campeão do torneio.

Retrospecto da seleção do Panamá em Copas do Mundo

1930 a 1974 – Não participou
1978 a 2014 – Não se classificou
2018 – Classificada para a Copa do Mundo


Retrospecto da seleção do Panamá na Copa Ouro – Concacaf

1993 – Eliminada na Primeira Fase
2005 – Vice-campeã
2007 – Eliminada nas Quartas de final
2009 – Eliminada nas Quartas de final
2011 – Eliminada na semifinal
2013 – Vice-campeã
2015 – Eliminada na semifinal
2017 – Eliminada nas Quartas de final

O colombiano Hernán Dario Gómez, comandante do esquadrão panamenho que conseguiu a classificação inédita para o mundial, convocou os jogadores que irão defender o Panamá na Copa do Mundo. Sem mudar a base que conquistou a vaga, o técnico chamou o que tem de melhor para o mundial.

Goleiros: José Calderón (Chorrillo FC), Jaime Penedo (Dinamo Bucharest), Alex Rodríguez (San Francisco FC).

Defensores: Felipe Baloy (CSD Municipal), Harold Cummings (San José Earthquakes), Eric Davis (DAC Dunajska Streda), Fidel Escobar (New York Red Bulls), Adolfo Machado (Houston Dynamo), Michael Murillo (New York Red Bulls), Luis Ovalle (CD Olimpia), Román Torres (Seattle Sounders SC).

Meio-campistas: Édgar Bárcenas (Cafetaleros de Tapachula), Armando Cooper (Club Universidad de Chile), Aníbal Godoy (San José Earthquakes), Luis Rodríguez (KAA Gent), Gabriel Gómez (Bucaramanga), Valentín Pimentel (Plaza Amador), Alberto Quintero (Universitario de Lima).

Atacantes: Abdiel Arroyo (LD Alajuelense), Ismael Díaz (Deportivo La Coruña), Blas Pérez (CSD Municipal), Luis Tejada (Sports Boys), Gabriel Torres (CD Huachipato).

Seleção do Panamá.

A seleção do Panamá fará dois amistosos em preparação para o mundial; o primeiro foi no dia 29/05 diante da Irlanda do Norte, e saiu com um empate sem gols. A segunda partida será no dia 06/06, contra a Noruega. No mundial, o Panamá estreia diante da Bélgica no dia 18/06; cinco dias após a estreia, joga contra a Inglaterra, e fecha a sua participação na primeira fase no dia 28/06 contra a Tunísia.

Grupo G no mundial da Rússia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS