PUBLICIDADE

Enciclopédia da Copa: o English Team

Copa do Mundo Inglaterra

Em 30 de novembro de 1872, Inglaterra e Escócia realizaram a primeira partida oficial entre seleções da história do futebol. O jogo aconteceu em território escocês e terminou empatado em 0x0. Em 1883, Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte (ou Irlanda, antes de sua repartição), começaram a disputa da Home Championship, uma espécie de ‘Copa do Reino Unido’. O torneio tinha periodicidade anual e foi disputado até 1984, sendo que o English Team se sagrou campeão em 54 oportunidades (20 delas dividindo o título). 

No entanto, até 2013, o sucesso na competição “caseira” não se repetiu no âmbito continental e mundial. Na Eurocopa, as melhores colocações da Inglaterra foram em 1968 e 1996, quando ficou em 3º lugar. Em Copas do Mundo, a Inglaterra, desde sua estreia em 1950, chegou apenas uma vez à final, justamente em 1966, quando sediou a competição. A decisão foi realizada no Estádio de Wembley, um dos palcos mais tradicionais do futebol e após vencer a Alemanha Ocidental por 4×2, o capitão e ídolo inglês Booby Moore levantou a Taça Jules Rimet. Além da Copa do Mundo, outras conquistas de destaque foram o tricampeonato olímpico (1900, contra França e 1908 e 1912, contra a Dinamarca), porém representando a Grã-Bretanha (Inglaterra, Escócia e País de Gales). Contudo, as equipes eram formadas, em sua maioria, por jogadores ingleses. 

Booby Moore, capitão da esquadrão inglês na copa de 1966.


Apesar do jejum de títulos, a Inglaterra é considerada uma das grandes forças do futebol mundial. Jogadores como Stanley Matthews, Bobby Charlton, Bobby Moore, David Beckham, Wayne Rooney, Frank Lampard e Steven Gerrard já desfilaram suas performances nos principais estádios do mundo. A bandeira nacional é a inspiração dos uniformes da Inglaterra, geralmente camisa branca com detalhes vermelhos. A camisa vermelha costuma ser a de número 2, porém em algumas oportunidades, a seleção inglesa atua com a camisa azul, em alusão à bandeira do Reino Unido (Grã-Bretanha + Irlanda do Norte), a qual pertence.

Uniforme do English Team no mundial de 2018.

 

O cara certo na hora certa. Ex-comandante da equipe sub-21 da Inglaterra, Gareth Southgate foi chamado às pressas para assumir a seleção principal após a polêmica saída de Sam Allardyce e deu conta do recado – com sobras. Jogando simples e apostando na talentosa geração de Harry Kane, Adam Lallana, Dele Alli, Raheem Sterling, Eric Dier, Marcus Rashford e outros nomes, ele fez os resultados que precisava, ganhando confrontos diretos contra Escócia, Eslovênia e Eslováquia, ao mesmo tempo que não desperdiçou pontos contra “galinhas-mortas” como Malta e Lituânia. Dessa forma, conseguiu garantir a classificação inglesa para a Copa até com certa tranquilidade, com uma rodada de antecedência. A imprensa britânica, porém, ainda questiona se ele é o nome certo para comandar o English Team na Rússia. Primeiro, pela falta de experiência (a Inglaterra é apenas seu 3º trabalho como treinador, depois de Middlesbrough e Inglaterra sub-21), e segundo porque quando enfrentou times mais fortes, Southgate se deu mal: derrotas para França e Alemanha, além de ter deixado a Espanha empatar em 2 a 2 um jogo que sua equipe abriu 2 a 0 em pleno Wembley, frustrando mais de 80 mil torcedores.

Gareth Southgate, técnico da Inglaterra.

Aos 24 anos, o centroavante do Tottenham, Harry Kane vive a melhor fase da carreira e é uma máquina de gols – foi ele, inclusive, que marcou o gol da classificação contra a Eslovênia. Desde que surgiu como um furacão, na temporada 2014/15, ele não para de colocar bolas nas redes. Pelos Spurs, foram 31 tentos em 2014/15, 28 em 2015/16 e 35 em 2016/17. Na temporada atual, ele parece querer quebrar todos os seus recordes, já que anotou 11 gols em apenas nove jogos do clube de White Hart Lane até agora. Pela Inglaterra, ele também vive boa fase, tendo sido o artilheiro do English Team nas eliminatórias e o nome mais decisivo para classificar o time à Copa do Mundo. Em 2018, ele não deve ter concorrência no ataque, já que o “momento mágico” de Jamie Vardy parece ter acabado, e Kane será o responsável por tentar limpar a péssima imagem deixara pelos ingleses nos últimos Mundiais, como em 2014, quando o time caiu ainda na fase de grupos. Resta saber se o atleta conseguirá lidar com toda a expectativa criada em cima de seu nome. A Federação Inglesa definiu Harry Kane como capitão da seleção nacional na Copa do Mundo na Rússia, que terá início no próximo dia 14. O jogador é um dos principais nomes da equipe, que tenta o segundo título na história (o primeiro e único foi em 1966)

Harry Kane além de ser a esperança de gols dos ingleses, será o capitão.

Abaixo, nossa equipe do Prorrogação montou um resumo da seleção inglesa em Copa do Mundo e Eurocopa. Mesmo sendo uma forte seleção nas competições que disputa, mas nunca conseguiu um resultado muito expressivo; destaque para o título mundial em 1966.

Retrospecto da seleção da Inglaterra em Copas do Mundo

1930 – Não disputou
1934 – Não disputou
1938 – Não disputou
1950 – Eliminada na 1ª fase
1954 – Eliminada nas quartas-de-final
1958 – Eliminada na 1ª fase
1962 – Eliminada nas quartas-de-final
1966 – Campeã
1970 – Eliminada nas quartas-de-final
1974 – Não se classificou
1978 – Não se classificou
1982 – Eliminada na 2ª fase
1986 – Eliminada nas quartas-de-final
1990 – Eliminada nas semifinais
1994 – Não se classificou
1998 – Eliminada nas oitavas-de-final
2002 – Eliminada nas quartas-de-final
2006 – Eliminada nas quartas-de-final
2010 – Eliminada nas oitavas-de-final
2014 – Eliminada na 1ª fase
2018 – Classificada para a Copa do Mundo

Retrospecto da seleção da Inglaterra na Eurocopa

1960 – Não disputou
1964 – Não se classificou
1968 – Eliminada nas semifinais
1972 – Não se classificou
1976 – Não se classificou
1980 – Eliminada na 1ª fase
1984 – Não se classificou
1988 – Eliminada na 1ª fase
1992 – Eliminada na 1ª fase
1996 – Eliminada nas semifinais
2000 – Eliminada na 1ª fase
2004 – Eliminada nas quartas-de-final
2008 – Não se classificou
2012 – Eliminada nas quartas-de-final
2016 – Eliminada nas oitavas-de-final

O comandante do esquadrão inglês, Gareth Southgate já convocou os jogadores que irá comandar no mundial da Rússia. A surpresa fica por conta da ausência do goleiro Joe Hart. Abaixo a convocação do treinador.

Goleiros: Jordan Pickford (Everton), Jack Butland (Stoke City) e Nick Pope (Burnley);
Defensores: Alexander-Arnold (Liverpool), Cahill (Chelsea), Delph, Stones e Walker (Manchester City), Phil Jones e Ashley Young (Manchester United), Danny Rose e Trippier (Tottenham) e Harry Maguire (Leicester);
Meio-campistas: Dier e Dele Alli (Tottenham), Jordan Henderson (Liverpool), Lingard (Manchester United) e Loftus-Cheek (Crystal Palace);
Atacantes: Raheem Sterling (Manchester City), Marcus Rashford (Manchester United), Harry Kane (Tottenham), Jamie Vardy (Leicester) e Danny Welbeck (Arsenal).

Seleção inglesa, terá esse time como base.

O English Team, fará dois jogos antes do mundial; o primeiro diante da Nigéria no dia 02/06, e o segundo contra a Costa Rica no dia 07/06. Na Copa do Mundo, a Inglaterra estreia diante da Tunísia no dia 18/06; cinco dias mais tarde, encara o Panamá, e fecha a primeira fase contra a forte geração da Bélgica no dia 28/06.

Grupo G no mundial da Rússia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS