PUBLICIDADE

Enciclopédia da Copa: Coreia do Sul os “Tigres Asiáticos”

Copa do Mundo Coréia do Sul

A Seleção Sul-Coreana de Futebol é a mais bem-sucedida seleção da Ásia na história das Copas do Mundo, com dez participações (nove consecutivas 1986-2018) e uma semifinal, recordes absolutos no continente. O 4º lugar foi alcançado justamente no Mundial de 2002, disputado na Coreia do Sul e Japão, o primeiro em solo asiático e disputado em dois países diferentes. Na ocasião, os sul-coreanos perderam a semifinal para a Alemanha e a disputa de 3º lugar para a Turquia. 

Seleção da Coréia do Sul, no mundial de 2002.

Apesar de a Coreia do Sul nunca mais ter chegado tão longe em mundiais, os “Tigres Asiáticos” puderam comemorar o bom desempenho da equipe nas Olímpiadas de Londres em 2012, quando conquistaram a medalha de bronze após vencer o Japão na disputa do 3º lugar – é a maior rivalidade do continente asiático. Antes, a seleção coreana havia eliminado os anfitriões nas quartas-de-final. Graças às campanhas recentes tem se credenciado a ser mais do que apenas coadjuvante nas próximas competições, quem sabe conseguindo novos títulos para a galeria de troféus. As principais conquistas até 2013 são as duas Copas das Nações Asiáticas, em 1956 e 1960, ambas com a fase final sendo disputada em pontos corridos. 

O “Home Kit” da Coreia do Sul é composto pela camisa vermelha e short azul, mas nem sempre foi assim. Na Copa do Mundo de 1954 – a primeira do país, os sul-coreanos jogaram com camisas e meiões azuis e shorts brancos. De qualquer maneira, as cores do uniforme são uma menção à bandeira nacional, que também era carregada no peito até a Copa de 1998, sendo substituída pelo escudo da Korean Football Association, que coordena o futebol no país. A nova insígnia, inclusive, rendeu à Coreia do Sul a alcunha de “Tigres Asiáticos”.

Uniforme que a Coréia do Sul, usará no mundial de 2018.

Ex-meia atacante da seleção sul-coreana, Shin Tae-Yong, virou treinador em 2009, quando assumiu o Seongnam Ilhwa Chunma como interino, sendo depois efetivado no cargo. Sua primeira passagem pela equipe nacional foi em 2014, quando virou interino, mas depois trabalhou três anos como assistente técnico do time. Na sequência, comandou as seleções sub-23 e sub-20 da Coreia do Sul e foi chamado para ser o treinador da principal em junho de 2017, quando o alemão Uli Stielike foi demitido após colocar a classificação dos asiáticos em risco. Shin Tae-Yong não fez nada de brilhante, mas ao menos conseguiu colocar seus comandados na Copa.

Shin Tae-Yong, técnico dos Tigres Asiáticos.

O atacante do Tottenham, Son Heung-Min decidiu quase “sozinho” a classificação da Coreia do Sul para o Mundial. Afinal, fez nove gols nas eliminatórias, sendo o artilheiro isolado da equipe neste quesito – os vice-artilheiros, Ki Sung-Yueng e Koo Ja-Cheol, fizeram oito gols somados, quatro cada. Aos 25 anos, ele vive ótimo momento na Premier League, após fazer duas ótimas temporadas na Bundesliga pelo Bayer Leverkusen. Sua velocidade, seus gols e suas assistências despertaram o interesso dos Spurs, que o contrataram em 2015 por 30 milhões de euros (R$ 111,47 milhões). Na Copa da Rússia, os coreanos dependerão muito de seu artilheiro para sonharem.

Principal jogador da seleção da Coreia do Sul, o atacante tem um motivo bem particular para querer brilhar na Copa-2018: escapar do Exército.
O atacante do Tottenham e autor de 18 gols nesta temporada aposta em uma boa campanha no Mundial da Rússia para não ter de deixar sua carreira de lado na Europa e retornar à sua terra natal para cumprir o serviço militar obrigatório.

De acordo com as leis sul-coreanas, todo cidadão do sexo masculino precisa servir durante 21 meses às Forças Armadas antes de completar 28 anos. Son nasceu em 1992. Ou seja, tem 25 anos. De acordo com o jornal inglês “Telegraph”, a data limite para ele se apresentar ao Exército é julho de 2019.

Son Heung-Min, principal jogador da seleção sul-coreana no mundial.

Shin Tae-Yong, já fez a sua convocação para a Copa do Mundo. Com base no seu bom desempenho, e esperança do povo sul-coreano em avançar de fase, o técnico levou o que tem de melhor. Destaque para o atacante do Tottenham, Son Heung-Min. Abaixo, segue a convocação da Coréia do Sul.

Goleiros: Kim Seunggyu (Vissel Kobe-JAP), Kim Jinhyeon (Cerezo Osaka-JAP), Jo Hyeonwoo (Daegu FC-COR).

Defensores: Kim Younggwon (Guangzhou Evergrande-CHI), Jang Hyunsoo (Tokyo FC-JAP), Jeong Seunghyeon (Sagan Tosu-JAP), Yun Yeongseon (Seongnam FC-COR), Kwon Kyungwon (Tianjin QuanJian-CHI), Oh Bansuk (Jeju UTD-COR), Kim Jinsu (Jeonbuk Hyundai-COR), Kim Minwoo (Sangju Sangmu-COR), Park Jooho (Ulsan Hyundai-COR), Hong Chul (Sangju Sangmu-COR), Go Yohan (FC Seoul-COR), Lee Yong (Jeonbuk Hyundai-COR).

Meio-campistas: Ki Sung-Yueng (Swansea City-ING), Jung Wooyoung (Vissel Kobe-JAP), Kwon Changhoon (Dijon FCO-FRA), Ju Sejong (Asan Mugunghwa-COR), Koo Jacheol (Augsburg-ALE), Lee Jaesung (Jeonbuk Hyundai-COR), Lee Seung-woo (Hellas Verona-ITA), Moon Sunmin (Incheon UTD-COR), Lee Chung-yong (Crystal Palace-ING).

Atacantes: Kim Shinwook (Jeonbuk Hyundai-COR), Son Heungmin (Tottenham-ING), Hwang Heechan (Red Bull Salzburg-AUS), Lee Keunho (Gangwon FC-COR).

Base da seleção sul-coreana para o mundial de 2018.

Nossa equipe do Prorrogação, fez um resumo das participações da Coréia do Sul em Copa do Mundo e Copa da Ásia. Destaque para o quarto lugar no mundial de 2002.

Retrospecto da seleção da Coreia do Sul em Copas do Mundo

1930 a 1950 – Não disputou
1954 – Eliminada na 1ª fase
1958 a 1982 – Não se classificou
1986 – Eliminada na 1ª fase
1990 – Eliminada na 1ª fase
1994 – Eliminada na 1ª fase
1998 – Eliminada na 1ª fase
2002 – 4º lugar
2006 – Eliminada na 1ª fase
2010 – Eliminada nas oitavas-de-final
2014 – Eliminada na 1ª fase
2018 – Classificada para a Copa do Mundo

Retrospecto da seleção da Coreia do Sul na Copa das Nações da Ásia

1956 – Campeã
1960 – Campeã
1964 – 3º lugar
1968 – Não se classificou
1972 – Vice-campeã
1976 – Não se classificou
1980 – Vice-campeã
1984 – Eliminada na 1ª fase
1988 – Vice-campeã
1992 – Não se classificou
1996 – Eliminada nas quartas-de-final
2000 – 3º lugar
2004 – Eliminada nas quartas-de-final
2007 – 3º lugar
2011 – 3º lugar
2015 – Vice-campeã

A Coréia do Sul fará uma sequência de três amistosos antes do mundial; o primeiro contra a Bósnia no dia 01/06, o segundo jogo diante da Bolívia em 07/06, e fecha a preparação para o mundial no dia 11/06, diante de Senegal. No mundial, estreia diante da Suécia no dia 18/06; após a estreia, encara o México no dia 23/06, e fecha a primeira fase contra a atual campeã do mundo, Alemanha, no dia 27/06.

Grupo F, na Copa do Mundo 2018.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS