PUBLICIDADE

Enciclopédia da Copa: A primeira campeã mundial; eu sou a Celeste

Copa do Mundo Uruguai

Fundada no início do século XX, em 1900, a Associação Uruguaia de Futebol foi uma das confederações fundadoras da CONMEBOL. O apelido de Celeste veio já nos primeiros anos após o primeiro triunfo Uruguaio, em Montevidéu, em 15 de agosto de 1910. A camisa azul que hoje é um patrimônio nacional, na ocasião, foi adotada em reconhecimento ao triunfo, dias antes, do River Uruguaio, que utilizava essas mesmas cores, diante do poderoso Alumni Portenho.

Seleção Uruguaia em 1910.



A Celeste é a primeira campeã da Copa do Mundo e uma das cinco seleções com mais de uma conquista em Mundiais. O primeiro título veio em casa, após vitória sobre a rival Argentina por 4×2, em 1930. A Celeste também se orgulha de ter vencido de virada, o Brasil no quadrangular final da Copa de 1950, que ficou conhecido como “Maracanazo” garantindo assim o bicampeonato. Até 2013, além dos mundiais e dos ouros olímpicos nos Jogos de 1924, contra Suíça e 1928, em cima da Argentina, a seleção uruguaia é a maior vencedora da Copa América, com 15 títulos. Completam a lista de títulos oficiais do Uruguai, o Mundialito de Campeões do Mundo em 1980, contra o Brasil e os Jogos Pan-americanos de 1983, com vitórias sobre Guatemala e novamente, o Brasil, na fase final.

Momento do gol Uruguaio no Maracanazo.

Há alguns anos, o Uruguai viveu um período sem conquistas, e grandes aparições em Copas do Mundo. No entanto, o 4º lugar no Mundial de 2010, com grandes jogos do atacante Diego Forlán, eleito o melhor da competição, parece ter trazido novos ares para a Celeste; no ano seguinte sagrou-se campeã da Copa América pela 15ª vez, acabando com um jejum de 16 anos sem títulos oficiais. A Celeste vem para a sua 13ª Copa do Mundo em 2018, com uma dupla de ataque formada por Suarez e Cavani, os uruguaios acreditam em uma boa participação da Celeste na Copa; no último mundial, em 2014, os uruguaios foram eliminados pela Colômbia, nas oitavas-de-final.

Uruguai ma Copa do Mundo de 2010.

Abaixo, nós do Prorrogação fizemos um resumo das participações do Uruguai em Copa do Mundo e Copa América; retrospecto muito bom para a Celeste.
 
Retrospecto da seleção do Uruguai em Copas do Mundo
1930 – Campeã

1934 – Não disputou


1938 – Não disputou


1950 – Campeã


1954 – 4º Lugar


1958 – Não se classificou


1962 – Eliminada na 1ª fase


1966 – Eliminada nas quartas-de-final


1970 – 4º Lugar


1974 – Eliminada na 1ª fase


1978 – Não se classificou


1982 – Não se classificou


1986 – Eliminada nas oitavas-de-final


1990 – Eliminada nas oitavas-de-final


1994 – Não se classificou


1998 – Não se classificou


2002 – Eliminada na 1ª fase


2006 – Não se classificou


2010 – 4º Lugar

2014 – Eliminada nas oitavas-de-final

 

Retrospecto da seleção do Uruguai na Copa América
1916 – Campeã


1917 – Campeã


1919 – Vice-Campeã


1920 – Campeã


1921 – Terceiro lugar


1922 – Terceiro lugar

1923 – Campeã


1924 – Campeã


1925 – Desistiu


1926 – Campeã


1927 – Vice-Campeã


1929 – Terceiro lugar


1935 – Campeã


1937 – Terceiro lugar


1939 – Vice-Campeã


1941 – Vice-Campeã


1942 – Campeã


1945 – Quarto lugar


1946 – Quarto lugar


1947 – Terceiro lugar


1949 – Sexto lugar


1953 – Terceiro lugar


1955 – Quarto lugar


1956 – Campeã


1957 – Terceiro lugar


1959 – Sexto lugar


1959 – Campeã


1963 – Desistiu


1967 – Campeã


1975 – Semifinais


1979 – Primeira Fase


1983 – Campeã


1987 – Campeã


1989 – Vice-Campeã


1991 – Primeira Fase


1993 – Quartas-de-final


1995 – Campeã


1997 – Primeira Fase


1999 – Vice-Campeã


2001 – Quarto lugar


2004 – Terceiro lugar


2007 – Quarto lugar


2011 – Campeã


2015 – Quartas-de-final


2016 – Primeira Fase

O técnico com mais tempo a frente de uma seleção, Oscar Tabarez, não deve ter nenhuma dor de cabeça para convocar a Celeste para o Mundial; apostando nos gols de Cavani e Suarez, os uruguaios deverão aparecer na Rússia com os jogadores abaixo:
 
Goleiros: Fernando Muslera (Galatasaray-TUR), Martín Silva (Vasco), Martín Campaña (Independiente-ARG)
Defensores: Maxi Pereira (Porto-POR), Diego Godín (Atlético de Madri-ESP), Martín Cáceres (Lazio-ITA), José María Giménez (Atlético de Madri-ESP), Sebastián Coates (Sporting-POR), Gastón Silva (Independiente-ARG), Mauricio Lemos (Sassuolo-ITA), Federico Ricca (Málaga-ESP)
Meio-campistas: Nicolás Lodeiro (Seattle Sounders-EUA), Gastón Ramírez (Sampdoria-ITA), Carlos Sánchez (Monterrey-MEX), Matías Vecino (Inter de Milão-ITA), Giorgian De Arrascaeta (Cruzeiro), Nahitan Nández (Boca Juniors-ARG), Federico Valverde (La Coruña-ESP), Rodrigo Bentancur (Juventus-ITA), Jonathan Urretaviscaya (Monterrey-MEX), Diego Laxalt (Genoa-ITA), Gastón Pereiro (PSV-HOL), Lucas Torreira (Sampdoria-ITA)
Atacantes: Luis Suárez (Barcelona), Edinson Cavani (PSG-FRA), Cristhian Stuani (Girona-ESP), Maxi Gómez (Celta de Vigo-ESP)

Formação Uruguaia na sua última convocação.


A camisa da seleção uruguaia é uma instituição do futebol mundial. Precisava ser tombada como patrimônio histórico. Foi a Celeste que rompeu fronteiras e marcou tantos sonhos (ou pesadelos) em tempos nos quais o futebol era contado em preto e branco. Mas a imaginação viva, em cores, sempre respeitava o azul penetrante do manto charrua. Simples, mas com sua dose de beleza, como tem que ser.
Os principais detalhes em outras cores aparecem na gola, em preto. De resto, a Puma priorizou o tradicional celeste. E o principal charme vem em traços levemente notados no abdômen, onde as linhas desenham um sol. A figura é inspirada em ‘Un sol para Atlántida’, famosa escultura localizada no litoral de Montevidéu, feita pelo artista plástico Carlos Páez Vilaró – que, em sua juventude, foi goleiro do Wanderers nas categorias de base.

Uniforme principal da Celeste, na Copa do Mundo de 2018.

A seleção celeste, irá encarar antes do mundial, o Uzbequistão no dia 07/06; os uruguaios estréiam no mundial em 15/06 contra o Egito; cinco dias depois da estréia, encara a Arábia Saudita; e fecham a sua participação na primeira fase do mundial, contra os donos da casa, a Rússia no dia 25/06.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2018 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS