PUBLICIDADE

Com reservas e mal no Brasileirão, Galo tentará quebrar tabu contra a Chape

Atlético Mineiro

​O último jogo entre Chapecoense e Atlético-MG pelo Campeonato Brasileiro teria que ter acontecido em 11 de dezembro do ano passado. No entanto, a tragédia com o avião do time catarinense poucos dias antes levou a CBF a cancelar a partida. Neste meio tempo, as duas equipes se enfrentaram pela Primeira Liga, mas é domingo o momento do verdadeiro reencontro.

O Galo vai até Chapecó à beira da zona de rebaixamento. Em 16º na tabela com apenas dez pontos conquistados, a equipe terá que quebrar um tabu: dos quatro encontros na Arená Condá, nunca saiu vencedor. Foram dois empates e duas derrotas, quatro gols marcados e seis sofridos. Para dificultar ainda mais a situação, o técnico Roger Machado irá poupar seus principais atletas.

Menos mal que a Chape também não vive seu melhor momento depois de ter tomado 5 a 1 do Flamengo, embora esteja na 10ª colocação. “Precisamos dar um alívio para nós mesmos”, reconheceu o centroavante Rafael Moura, que ocupará o lugar do artilheiro Fred. Um duelo que ainda remete o pensamento de todos a um passado triste e não muito distante, mas que precisa ser superado por quem estiver dentro das quatro linhas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS