PUBLICIDADE

China vira concorrente do São Paulo para ter Kaká

São Paulo

São Paulo sonha com a contratação de Kaká para 2018 (AP)
 

O São Paulo ganhou um adversário de peso na luta para ter Kaká como reforço para o próximo ano. A seis meses do fim do contrato com o Orlando City, o meia brasileiro tem oferta milionária de um clube da primeira divisão da China. “O salário é muito maior do que ele recebia nos tempos de Real Madrid e Milan”, afirma o empresário que cuida das negociações.

Essa não é a primeira vez que Kaká tem oferta da China, mas os valores nunca foram tão altos. A primeira proposta havia aparecido quando ele ainda conversava com o time americano.

Uma pessoa próxima a Kaká nos Estados Unidos vê como pequena a chance de ele se mudar para a China. “A questão dos filhos pesa. São oito horas de vôo do Brasil para os Estados Unidos. Já para a China, são 24 horas”, ressalta o amigo de Kaká em território americano.

Kaká e Carol Celico se separaram definitivamente em 2015, embora já tivessem vividos distantes em 2014. Os filhos do casal, Luca e Isabella, vivem com a mãe no bairro do Itaim, em São Paulo.

O Tricolor nunca escondeu a vontade de repatriar Kaká. E a esperança se tornou ainda maior depois que o meia-atacante assegurou em entrevista no fim do ano passado que só jogaria no São Paulo se voltasse ao Brasil. Contestado pela torcida, o presidente Leco sabe da necessidade de contratar um grande nome para garantir dias mais tranquilos.

Além de China e São Paulo, Kaká também deverá receber proposta do próprio Orlando City para permanecer nos Estados Unidos. O brasileiro disputou nove das 16 partidas do Orlando na Major League Soccer e marcou três gols. Por causa de uma contusão, ele só conseguiu atuar os 90 minutos duas vezes na atual temporada.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS