PUBLICIDADE

Rival do Palmeiras na Libertadores estava na lista dos indesejados de Cuca

Palmeiras

Artilheiro, Alvez festeja gol na vitória contra o Botafogo, no Rio (André Fabiano/Gazeta Press)

 

Enfrentar o Barcelona, do Equador, nas oitavas de final da Libertadores era tudo o que o Palmeiras não queria. No início desta semana, depois de uma análise de todos os possíveis adversários, Cuca e seus auxiliares haviam incluído o time de Guaiaquil na lista dos piores adversários para o primeiro mata-mata.

Cuca também não gostaria de enfrentar Emelec, outro time do Equador, e Nacional, do Uruguai. Barcelona e Emelec, na opinião do treinador, são os melhores times com a bola nos pés entre todos os vice-líderes da fase de grupos. Já o Nacional preocupava pela rivalidade criada com os uruguaios depois de toda a confusão com o Peñarol.

O Barcelona passou em segundo lugar no grupo da morte, que também tinha Botafogo, Atlético Nacional-COL e Estudiantes-ARG. A equipe de Guaiaquil foi a primeira a garantir a classificação, o que a levou a entrar na rodada final sem tanta força. Ainda assim, o Barcelona terminou com os mesmos dez pontos do líder Botafogo, perdendo no saldo de gols.

Quarto colocado no Campeonato Equatoriano, o Barcelona vive momento de recuperação: foram seis vitórias e um empate nos últimos sete confrontos no torneio local. Já na Libertadores, o time do técnico uruguaio Guillermo Almada conseguiu excelentes resultados fora de casa, como as vitórias contra Botafogo e Estudiantes.

No elenco equatoriano, há um brasileiro e outro jogador conhecido dos torcedores de times do Sul do país: o brasileiro é Gabriel Marques, volante de 29 anos revelado na Ponte Preta. Ele ainda defendeu Atlético-PR e Paraná, sem grande destaque, até fazer sucesso no River Plate, do Uruguai. Em 2015, foi contratado pelo Barcelona, onde é titular absoluto.

Já o gringo famoso é Ariel Nahuelpan, argentino de 29 anos com passagens por Coritiba (de 2008 a 2010) e Internacional (no ano passado). Mas o artilheiro do Barça na temporada é o uruguaio Jonathan Álvez, com 12 gols em 20 partidas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS