PUBLICIDADE

Bahia volta a vencer no Brasileirão

Bahia

O Bahia iniciou o Campeonato Brasileiro de forma avassaladora com uma goleada sobre o Atlético Paranaense por 6 a 2, em Salvador. Só que depois vieram dois jogos fora de casa e foram duas derrotas – para Vasco e Botafogo. Nesta segunda-feira (5), no encerramento da quarta rodada, nada como voltar para a Arena Fonte Nova e ter pela frente o pior time da competição. Vitória sobre o Atlético Goianiense por 3 a 0, sem muita dificuldade, e recuperação garantida.

Com os três pontos conquistados, o Bahia subiu para seis e está agora na nona colocação. Empata com São Paulo, Vasco e Flamengo, mas ganha de todos eles no saldo de gols. O Atlético Goianiense, no outro lado da tabela de classificação, é o lanterna ainda sem pontuar. Em quatro jogos, marcou um mísero gol – na derrota por 4 a 1 na estreia contra o Coritiba – e já sofreu 11.

Neste meio de semana, as duas equipes jogarão nesta quinta-feira. O Bahia volta a jogar na Arena Fonte Nova, em Salvador, desta vez contra o Cruzeiro, às 21 horas. Um pouco mais cedo, às 19h30, o Atlético Goianiense terá pela frente a Ponte Preta, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia.

Em campo, o Bahia não teve a menor dificuldade para superar o lanterna do Brasileirão. Com um postura defensiva, o Atlético Goianiense se fechou e tentou acionar o centroavante Walter nos contra-ataques. Poucos surtiram algum efeito e a consequência disso foi uma enorme pressão baiana. Até os 15 minutos, quando Renê Junior abriu o placar em uma boa jogada individual pela esquerda, o time da casa tinha nada menos que 80% da posse de bola.

Mesmo em desvantagem, o Atlético Goianiense não mudou seu estilo de jogo. O Bahia, então, seguiu pressionando e criando chances. Aos 40 minutos, saiu o segundo gol. Em um reposição rápida e perfeita do goleiro Jean, Zé Rafael tirou a marcação no meio de campo com um toque, carregou a bola até dentro da área e rolou para Vinícius, que fez o corte em Luiz Fernando e chutou no canto esquerdo de Felipe.

Pouco antes do intervalo, o Bahia teve mais uma chance claras de gol, com Zé Rafael, e o Atlético Goianiense finalmente fez o goleiro Jean trabalhar em um chute forte de Andrigo. Na volta para o segundo tempo, o ritmo do jogo caiu e a partida se arrastou até a metade da etapa.

Aos 26 minutos, Zé Rafael fez uma boa jogada com Edigar Junio pela esquerda, invadiu a área e cruzou para trás. Gustavo Ferrareis apareceu livre na entrada da área, pelo meio, e definiu o placar na Arena Fonte Nova. Nada como a recuperação e a vitória na estreia do técnico Jorginho, contratado para substituir Guto Ferreira, que se transferiu para o Internacional na semana passada.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 3 x 0 ATLÉTICO-GO

BAHIA – Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Edson (Juninho), Renê Junior, Zé Rafael e Vinícius (Gustavo Ferrareis); Allione e Edigar Junio (Gustavo). Técnico: Jorginho

ATLÉTICO-GO – Felipe; Eduardo (Luiz Fernando), Ricardo Silva, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão, Igor, Jorginho e Andrigo (Júnior Viçosa); Everaldo (Walterson) e Walter. Técnico: Marcelo Cabo.

GOLS – Renê Junior, aos 15, e Vinícius, aos 40 minutos do primeiro tempo; Gustavo Ferrareis, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Marcão e Bruno Pacheco (Atlético-GO).

ÁRBITRO – Rodrigo Batista Raposo (DF).

RENDA – R$ 228.613,00.

PÚBLICO – 13.364 pagantes (13.595 no total).

LOCAL – Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS