PUBLICIDADE

​Robinho minimiza vaias: ‘Se tivéssemos vencido seríamos os melhores’

Cruzeiro

Não foi a rodada que os cruzeirenses imaginavam. Invicto até a quarta rodada, a Raposa entrou em campo neste domingo (04) podendo assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. Entretanto, após a derrota de 2 a 0 para a Chapecoense, o que se viu no Mineirão foi um festival de críticas e vaias da torcida até para pilares importantes da equipe, como o meia Thiago Neves e o técnico Mano Menezes.

O episódio, porém, foi minimizado por Robinho. Longe da equipe desde março, o jogador retornou logo no momento mais conturbado da temporada, mas tratou com tranquilidade as cobranças da torcida. O meia disse que o elenco tem que estar preparado para as cobranças e garantiu que não se abalará.

“Futebol é assim. Ninguém nunca vai entender a cabeça do torcedor. Eu fico tranquilo porque eu sei que se tivéssemos vencido seríamos os melhores, como foi quando ganhamos do Santos na Vila. Jogador tem que estar preparado com as vaias, eu não vou sentir a pressão de jeito nenhum”, disse na saída de campo, em entrevista ao Sportv.

Com o resultado, o Cruzeiro estacionou nos sete pontos e caiu para a oitava colocação. Na quinta-feira (08), às 21h (de Brasília), a equipe celeste visita o Bahia na Fonte Nova, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS