PUBLICIDADE

Arrascaeta para por até dois meses após entrada de Copete

Cruzeiro

 

Meia-atacante uruguaio sofre lesão no joelho direito depois de sofrer falta do colombiano Copete. Zagueiro não tem contusão séria, mas será poupado

Depois de atuar em solo paulista, os jogadores do Cruzeiro retornaram a Belo Horizonte nesta segunda-feira. Entre eles estavam o zagueiro Dedé e o meio-campista De Arrascaeta. Os dois atletas participaram da vitória celeste sobre o Santos, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro, porém deixaram o campo antes do término da partida.

Dedé foi substituído no intervalo do jogo, após se queixar de dores no joelho esquerdo. O médico Sérgio Freire Júnior explicou a situação do zagueiro estrelado.

“O Dedé saiu no intervalo do jogo, queixando de uma dor no joelho esquerdo, ou seja, diferente do joelho da cirurgia, isso devido à sobrecarga, por estar usando mais uma perna em relação à outra. Hoje ainda persisti com a dor, com um incômodo, foi medicado e está em tratamento. Conversando com o atleta e com a comissão técnica, nós optamos por retirá-lo da próxima partida. Ele se recupera e provavelmente retoma as atividades para a partida de domingo”, disse.

Outra baixa na partida foi do uruguaio De Arrascaeta. O camisa 10 da Raposa sofreu uma forte pancada no joelho direito, em jogada disputada com Copete, da equipe santista, e passou por exames de imagens em Belo Horizonte, os quais detectaram uma lesão sem indicação de tratamento cirúrgico.

“O De Arrascaeta sofreu uma torção forte do joelho direito. Um lance que ficou bem claro nas imagens da partida. Ele fez exame de ressonância magnética hoje, que mostrou uma lesão desse joelho, mas que não tem indicação de cirurgia. Então ele já iniciou o tratamento com a fisioterapia e com medicação. É uma lesão que demora em torno de dois meses para poder cicatrizar. Ele segue em tratamento, segue fora durante esse período até a cicatrização da lesão”, finalizou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS