PUBLICIDADE

Pet demonstra respeito com o Timão, mas afirma: “Futebol é jogado dentro das quatro linhas”

Vitória

Foto: Matheus Andrade/Arena Rubro-Negra

 

Após o treinamento na Arena Fonte Nova, o entrevistado da tarde desta sexta-feira (19) foi o treinador Dejan Petkovic. O team manager, como também é chamada sua função, foi questionado sobre diversos assuntos, e inicialmente respondeu sobre os testes que vêm sendo feitos na equipe durante os últimos treinos.

“Estou treinando o time, vocês entendem que testei uma coisa, outra coisa. É normal durante o treino, preciso conhecer os jogadores”, enfatizou.

Em seguida, o treinador foi questionado sobre o estado físico de Willian Farias, que não foi para o treinamento desta tarde.

“Não está vetado. Tem chances de ir pro jogo”, afirmou.

Petkovic também deixou muito claro a importância de ter uma semana inteira de treinamentos junto ao elenco.

“Ter a semana cheia, de domingo a domingo, sempre é muito importante. Em todos os sentidos. Independente se tem jogo, em que competição, sempre é mais importante”, afirmou.

A respeito do jogo deste domingo, as dificuldades de se enfrentar um adversário postulante ao título, o treinador demonstrou respeito.

“Tem muita coisa para ser passada. Contra o Corinthians, todo mundo quer jogar, é uma motivação que não precisa ser feita. A gente vai enfrentar o Corinthians com todos os cuidados, todo o respeito e toda a vontade, querendo buscar os três pontinhos. Sempre se estuda todo adversário, nós temos o centro de inteligência, eu uso muito essas ferramentas, é importante para se fazer a análise junto com a comissão técnica, junto com os jogadores. Sabemos 99% de quem vai jogar, sempre existe uma mudança. Vimos o primeiro jogo deles no Campeonato Brasileiro, Corinthians e Chapecoense, com a análise de desempenho, conhecemos todos os jogadores muito bem”, disse.

Ainda sobre o adversário, o treinador seguiu, comentando agora as principais peças da equipe que enfrentará.

“Bom, brincadeiras à parte, o Corinthians tem jogadores de um nível muito grande, nível de seleção. Você citou os dois (Rodriguinho e Jadson), acho que não é só isso. Você tem Jô, Romero, o Gabriel, que foi o melhor volante do Campeonato Paulista… Então, eles têm qualidade individual muito forte, coletivo também, não por acaso foram campeões do Paulistão. Vamos ter um osso duro de roer, mas o futebol é jogado dentro das quatro linhas, e nem sempre vence quem é melhor no papel”, esclareceu.

Acerca da filosofia de jogo que deve ser adotada pela equipe sob o seu comando, Pet afirmou que deve levar um certo tempo até o seu estilo ser, de fato, implantado.

“Eu acabei de chegar, isso exige muito trabalho, muito treinamento para implementar uma filosofia nova, conceito, metodologia, modelo de jogo. Muita coisa diferente do que era antes, eu tenho outras visões. Não pode se implantar tudo de imediato, não tem como, precisa ser passo a passo. Com certeza vai demorar para o nosso estilo ser reconhecido”, finalizou.

A partida diante do Corinthians será neste domingo (21), às 16 horas, na Arena Fonte Nova. O jogo é válido pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS