PUBLICIDADE

Sampaoli confirma: “Estou deixando o Sevilla pela minha seleção”

Futebol

 

(Foto: Reprodução)


Apesar de todas as notícias e a própria declaração do presidente Claudio Tapia de que Jorge Sampaoli era “o único candidato” para o cargo de treinador da seleção argentina, nenhuma confirmação oficial havia sido feita até esta sexta-feira. Em entrevista coletiva que precede o confronto do Sevilla com o Osasuña, pelo Campeonato Espanhol, o comandante, enfim, confirmou sua saída para a Argentina e explicou os motivos.

– Não estou deixando o Sevilla por outro clube, estou deixando o Sevilla, se isso acontecer, por minha seleção. É uma mudança vinculada com o coração, pelo meu país. Mudou totalmente a possibilidade de concretizar o sonho de melhorar o que conseguimos. Era muito ambicioso o projeto do Sevilla e levá-lo a brigar pelo campeonato neste segundo ano, mas surgiu isso (treinar a Argentina) – disse o ainda técnico do Sevilla.

Sampaoli ainda explicou que não assumiu a seleção argentina em 2016 – quando Edgardo Bauza foi contratado para o cargo – por estar no meio de um projeto de montagem do Sevilla para a temporada. Depois de ter brigado pelo título e deixado uma base para o próximo treinador, ele considerou que não poderia mais perder uma oportunidade de dirigir a Argentina.

– No verão eu não saí porque tinha que cuidar de um plantel novo, que fiz junto com Monchi (ex-diretor de futebol), de um dia para o outro não poderia deixar o que havia armado. Esse momento é diferente, não acreditava que podia perder essa possibilidade da seleção outra vez.

Nesta sexta-feira, a Argentina fará a convocação para os amistosos contra Brasil e Cingapura, nos dias 9 e 13 de junho. Espera-se que o próprio Jorge Sampaoli “assine” a lista de escolhidos para as partidas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
© PRORROGAÇÃO 2017 | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS